polauto

Polauto, mais uma “gauchada” automobilística

Antigamente, o governo registrava veículos modificados, normalmente feitos a partir de chassi e motor da Fusca e seus assemelhados. Assim, surgiram clássicos como o Puma “boxer”, o Miura, e os mais diversos Buggys.

E nesse clima de oba-oba, uma empresa de Porto Alegre criou o Polauto, fabricado nas décadas de 1970 e 1980. Trata-se de uma pequena pick-up cabine dupla, com caçamba aberta, e muitas bizarrices. Há exemplares de caçamba fechada.

polauto fechado

Esse carro é um Frankenstein. Chassi, mecânica, portas e para-brisa de Brasília, carroceria de fibra com janelões mega-grandes ao lado dos bancos de trás e o teto com um “degrau” no meio. Na frente, há uma réplica de uma grade, completamente inútil. Os faróis traseiros variavam conforme a época, mas eram sempre “emprestados” de modelos consagrados de carros contemporâneos.

Hoje, o visual dessa verdadeira “gauchada” parece aleatório e sem sentido. Não era. Os janelões eram uma imitação da F-1000 (e alegria dos demais motoristas quando meninas de shorts viajavam no banco de trás). O degrau no teto e a grade não tinham qualquer função prática, eram só “boniteza”.

polauto bonitinho

Eu já andei em uma Polauto (claro, por que não?), e é um utilitariozinho bem resistente e prático. Infelizmente, o espaço interno é de chorar. Outra bizarreira é o ruído do motor, reverberando na fibra.

Existiram modelos diferenciados de “Polauto” (Look, Pagus, acho que Emis), mas tudo, no fim, são retoques estéticos.

Até hoje existem muitos Polautos rodando pelo Rio Grande do Sul, em estados variados de conservação, pois o carrinho provou ser um bom utilitário “para trabalho”, capaz de levar alguma carga, e com a durabilidade conhecida do Fusca e seus variantes, é “pau para toda obra”. Especialmente em regiões litorâneas, onde a corrosão das carrocerias de metal representam um problema.

Poucos exemplares, no entanto, são vistos por aí recebendo verdadeira conservação. A maior parte é usada como “carroça”, o que quer dizer que um Polauto andando torna-se cada vez mais raro.

polauto_costas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *