O Jornal Sexta vai voltar?

Esta semana, temos algumas novidades na vida jornalística viamonense. O Jornal Sexta online voltou a ser atualizado, e tivemos umas conversas preliminares sobre a volta da versão impressa.

Hoje, há pouco, um antigo leitor (em meio a um papo sobre outro assunto nada a ver) me perguntou por quê, no hiato do Sexta, eu não busquei espaço em outro jornal da cidade. Não tenho certeza de que me dariam, mas, mesmo se me dessem – expliquei – eu estive na primeira edição do Sexta e escrevi em todas as que vieram depois. Enquanto o projeto de continuidade do Sexta estiver em pauta, eu estou comprometido com ele.

Acho importante ter uma certa coerência com quem nos dá espaços e com os amigos com quem se embarcou em um projeto.

Passamos de 11 mil exemplares vendidos

Embora um dos meus grandes sonhos sempre tenha sido virar um escritor de sucesso, ainda não publiquei nada literário. Por outro lado, meu primeiro livro de cunho técnico e didático passou, recentemente, dos 11 mil exemplares vendidos.

Obrigado aos leitores, alunos, à editora Viena, e aos que acreditam no meu trabalho e me ajudam a continuar. Obrigado, obrigado mesmo! 

capaphp

Video: A Carga de Cavalaria da Brigada contra o Povo

Em mais um episódio cômico e bizarro, nosso pequeno exército estadual gaudério saiu descendo a repressão em cima do pessoal que defende o próprio interesse dos policiais – que aliás, estão com salário financiado, parcelado e arrochado pela própria catrefa política que eles defendem.

E querem saber o final da história? Prenderam e tocaram o terror em quatro perigosas mulherzinhas.

Isso mesmo: alegmaram, sentaram em cima, não sei como não chamaram o Rambo pra ajudar na detenção de quatro mocinhas desarmadas. 

Mas o mais engraçado foi a encenação da Batalha de Gettysburg, com cavalos e tudo.

Interessante…

Conversar com militante fanático de partido é sempre uma experiência previsível, pois eles repetem ideias e frases de cartilha. A gente seguidamente acaba usando aquela frase do Júpiter: “Muito interessante isso que você vai dizer agora…”